Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Sentimentos de orgulho e pertencimento marcam relatos de estudantes e egressos

Notícias

Sentimentos de orgulho e pertencimento marcam relatos de estudantes e egressos

#SouIFTO

Histórias emocionantes que vão desde a formação até a consolidação profissional
por publicado: 11/08/2020 08h16 última modificação: 14/08/2020 13h05

Maiara Sobral e Mayana Matos

Neste dia 11 de agosto é celebrado o Dia do Estudante. A data remete à importância e à necessidade do estudo, bem como ao seu poder transformador na vida do cidadão. Atualmente, o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) conta com 21.104 estudantes registrados (Siga e Sistec) e 16.254 egressos. 

Ao longo dos anos, o IFTO tem buscado acompanhar de perto toda a trajetória de seus estudantes, dentro e fora de sala de aula, desde o seu ingresso no curso até a sua consolidação profissional. O IFTO tem se empenhado em proporcionar condições necessárias para o estudante ter acesso a novos conhecimentos, partilhar experiências, receber ensino e infraestrutura de qualidade, olhando cada um em sua particularidade e capacidade única e coletiva de construir, evoluir e colaborar para uma sociedade mais justa e humana. 

No dia de hoje, estudantes e egressos compartilham um pouco de suas histórias e como o IFTO foi e é importante em suas vidas ao longo da formação escolar e na carreira profissional. São relatos emocionantes, que demonstram o orgulho e o sentimento de pertencimento a esta Instituição. 

Confiança tamanho família 

Neide Aparecida Silva tem 49 anos e é estudante do 3º período do curso Técnico em Vendas, na unidade de Porto Nacional. Neide relata que a "oferta de ensino de excelência e muita qualidade" fez com que ela escolhesse o IFTO para estudar. E, com ela, também seus filhos. Sua filha Heloisa Rayane é estudante do curso Técnico em Administração integrado ao ensino médio, também em Porto Nacional, e o seu filho, Wesley Henrique, é estudante de Engenharia Agronômica na unidade de Palmas. 

"Depois que conheci o IFTO, vi que meus filhos e eu temos muito que aprender com os docentes que tem em qualquer campus. Me sinto muito orgulhosa em saber que meus filhos vão para o mercado de trabalho bem qualificados. Escolhi o IFTO por ter um ensino de qualidade e gratuito. As informações e o conhecimento adquiridos são muito importantes para o meu dia a dia", afirmou Neide, acrescentando que o que ela mais gosta na unidade "é a infraestrutura de todas as dependências, principalmente a biblioteca".

Neide e seus dois filhos

 A realização de sonhos 

"No IFTO não consegui amigos, e sim irmãos". Assim, define Eduardo Machado,  27 anos, estudante do 7º período de licenciatura em Computação na unidade de Araguatins. Eduardo é uma pessoa com deficiência física, decorrente de uma paralisia cerebral e compartilha que ser estudante do IFTO é a realização de um sonho. "Minha vida mudou completamente. Foi o local mais importante que encontrei. Muitas vezes pensei em desistir, mas meus amigos sempre impediram de fazer essa besteira. Ali, consegui amigos verdadeiros, não apenas em meu curso, mas também nos outros cursos", declarou. 

Eduardo relata que tinha o sonho de estudar em uma instituição federal e viu no IFTO a oportunidade desse objetivo se concretizar. "Tem o curso que eu sempre sonhei. Desde os sete anos de idade comecei a gostar de computador. O que mais gosto no IFTO são os meus amigos e os excelentes professores", disse. 

E os sonhos não param por aí. Eduardo deseja se tornar o primeiro professor com deficiência da sua cidade. "Eu nunca vi um local tão inclusivo para me receber. O Instituto está de parabéns. O pessoal adaptou uma van exclusivamente pra me atender a qualquer momento, com motoristas disponíveis e que são profissionais excelentes, educados e que também me tornei amigo deles", destacou. 

Eduardo em seu estágio supervisionado

Esperança em tempos de pandemia 

Esse dia do estudante é marcado por um novo desafio: surto do novo coronavírus. Para a aluna do 5º período do curso superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Clarita Ferreira, de 26 anos, ser estudante já não é tarefa fácil, imagine com esse cenário. Mas ela ressalta a importância da esperança por dias melhores. 

"Nesses últimos meses uma 'disciplina' chamada Covid-19 foi inserida em nossas vidas, o mais difícil é que todos estamos aprendendo sobre ela junto com a gente. Não é algo fácil de lidar, mas aos poucos nos adaptamos a esse novo cenário, porque a vida é isto, uma constante mudança e nós temos que estar preparados para os imprevistos e mudanças que irão surgir fora da sala de aula. Tenho esperança em dias melhores e sei que com foco e determinação iremos concluir mais esse ciclo", destaca Clarita. 

Clarita em sua residência

Orgulho em dose dupla 

Se estudar no IFTO já é bom, imagine estudar com o irmão gêmeo. É o caso dos egressos Daniel e Danillo Gonçalves, de 18 anos, do curso Técnico em Administração integrado ao ensino médio da unidade de Gurupi. 

"Uma grande oportunidade de crescimento e aprendizado". Segundo Daniel, essa frase resume o que foi ser estudante do Instituto. Danillo complementa ao afirmar que: "os eventos da própria instituição, como a Jice e o Ifestival, oferecem engajamento para os estudantes e aproxima as unidades de todo o estado. Entrar no IFTO mudou a minha trajetória de vida. Se eu pudesse dar uma conselho para o meu eu do passado, seria o de ingressar nessa instituição". 

Atualmente, eles cursam Direito e Medicina em outra instituição, cursos que desejavam fazer quando ainda estavam no ensino básico, e destacam o papel do IFTO nessa conquista, ressaltando a qualificação dos professores e o foco na importância do tripé ensino, pesquisa e extensão. 

Gêmeos em eventos escolares

Parabéns, Estudantes! 

Na oportunidade, o reitor do IFTO, Antonio da Luz Júnior, parabeniza os estudantes da Instituição e os servidores pela contribuição na trajetória escolar de todos. "Os relatos dos estudantes que tiveram a oportunidade de vivenciar a grande experiência de vida que é fazer parte do IFTO deixam clara a importância de nossa instituição na transformação da realidade social de nossa sociedade. Nesse dia 11, agradeço ao empenho de cada um dos servidores do IFTO por oportunizar essa experiência e destaco a resiliência de nossos estudantes, que têm enfrentado todas as adversidades para se manterem firmes no propósito de se qualificarem profissionalmente e contribuírem ativamente no processo de transformação social. Muito obrigado aos heróis de hoje e parabéns àqueles que se preparam para assumir essa responsabilidade no amanhã", homenageou.

What do you want to do ?
New mailCopy
O IFTO oferta cursos gratuitos de pós-graduação, graduação, técnicos de nível médio e cursos de formação continuada.