Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto “Você pode fazer melhor?” propõe auto reflexão a servidores e estudantes

Notícias

Projeto “Você pode fazer melhor?” propõe auto reflexão a servidores e estudantes

Extensão

Capacitação continuada
por Eliane Vieira publicado: 13/02/2019 11h54 última modificação: 13/02/2019 12h07

De origem na unidade Palmas, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), o projeto de extensão “Você pode fazer melhor?” está visitando as demais unidades da instituição, e também outras instituições, com a proposta de gerar uma auto reflexão aos servidores. O projeto é coordenado e executado pelo professor doutor da área de informática, Claudio Monteiro.

Segundo o professor o projeto, que está ligado ao Programa de Capacitação Continuada de Servidores do IFTO, tem o objetivo de trocar experiências com os demais colegas. “O objetivo é refletir sobre o que fazemos, o que não fazemos e o que podemos fazer, focando nas condições de professor, estudante e técnico administrativo. Levo aos demais colegas a minha experiência de 30 anos de sala de aula, sendo 16 no Instituto Federal. Conto as experiências boas e também as ruins e proponho uma reflexão do nosso trabalho. A pretensão é incitar uma auto reflexão sobre o modo de fazer as coisas e isso é feito de maneira muito informal, em uma roda de conversa. A proposta é uma reflexão de colega para colega”, conta o professor.

O projeto já passou pelas unidades Formoso do Araguaia, Pedro Afonso e Lagoa da Confusão e em breve deve ser apresentado na unidade Paraíso do Tocantins. O projeto também foi apresentado no Rio Grande do Sul, no Instituto Federal Farroupilha - Campus Frederico Westphalen.  “Nessas edições já foi possível perceber como os locais são ricos em sinergia entre os servidores, mas que há problemas pontuais, que são os mesmos em todos os locais. Pudemos ver que as pessoas estão abertas a novas ideias e que muitas vezes falta o modo de fazer”, ressalta o professor.

Claudio adianta que a ideia é que o projeto tenha ações subsequentes, como oficinas de práticas de sala de aula e de ferramentas que auxiliam no desenvolvimento do trabalho. Conforme o professor os problemas elencados pelos servidores serão posteriormente apresentados à gestão em um relatório final do projeto, embora essa não seja a proposta central da ação. “Nossa proposta central é promover a reflexão individual, mas o relatório final pode ajudar a gestão a visualizar os problemas que tem se repetido”, finaliza o professor.