Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Parceria do IFTO com iniciativa privada gera oportunidade de negócios 

Notícias

Parceria do IFTO com iniciativa privada gera oportunidade de negócios 

Cooperação técnica

Estudantes de Lagoa da Confusão propõem solução de negócio para empreendedorismo local
por Mayana Matos publicado: 14/06/2019 12h00 última modificação: 14/06/2019 13h50

O Instituto Federal do Tocantins (IFTO), através da Diretoria de Inovação e Empreendedorismo (Diem),  firmou parceria, por meio de cooperação técnica, com a empresa NATIRË,  especializada em produção de Açaí. O objetivo é implementar um programa de formação empreendedora com foco na solução de problemas na cadeia produtiva do açaí.

O projeto será desenvolvido na unidade de Lagoa da Confusão. Serão designados coordenadores responsáveis por Planos de Trabalho, com participação de docente, técnicos administrativos e estudantes na execução das atividades. As equipes da unidade de Lagoa da Confusão identificarão problemas na produção e, a partir de um mapeamento, vão propor soluções inovadoras para a melhoria da produtividade e, consequentemente, geração de negócios. Os estudantes vão aplicar na prática os conteúdos repassados em sala de aula. 

Na quarta-feira, 12, a comunidade acadêmica acompanhou o anúncio oficial da parceria. Representantes do IFTO e da empresa NATIRË apresentaram, in loco, como será o andamento dos trabalhos. Na ocasião, o diretor da unidade de Lagoa da Confusão, Jardel Barbosa, ressaltou a importância da cooperação. "Precisamos construir uma estrutura que propicie a evolução do nosso município. A gente sabe da importância da agricultura aqui. Incentivamos os nossos estudantes a buscarem, a partir de soluções de problemas, uma fonte futura de negócios. Identificar gargalos no setor produtivo, gerar uma solução e fomentar uma geração de negócio. Gerar emprego, renda e sustentabilidade para esse município", afirmou. 

"Temos muitos projetos desenvolvidos na empresa, tanto na parte da indústria como na parte agrícola. Porém, temos vários problemas a solucionar. O IFTO tem um curso de Engenharia Agronômica e tem projetos que vão ao encontro dos nossos objetivos. Temos que preparar essa turma de jovens. Essa parceria é prática. Ao final de quatro anos, esses estudantes estarão prontos para assumir novos núcleos de produção. Nós já investimos cerca de 15 milhões de reais em uma década, com muitos projetos inovadores. Mas de nada adianta se esse conhecimento ficar só aqui e a gente fazer apenas para nós mesmos. É preciso expandir e agregar valor.  E foi aí que busquei o IFTO. Essa troca é uma forma de compartilhamento, de coocriação, de modernidade, forma de crescer e agregar valor ao nosso negócio", declarou Wilson Grison, presidente da empresa NATIRË.  

Cooperação Técnica

O chefe de gabinete do reitor, Milton Flores, no ato, representando o reitor do IFTO, Antonio da Luz Júnior, ressaltou a importância da parceria. "O IFTO está presente de norte a sul do Tocantins. O projeto aqui é desenvolvido em Lagoa da Confusão, mas todas as unidades estão à disposição para ajudar. Essa cooperação vai ao encontro da missão do IFTO, de propor ensino, pesquisa e extensão de qualidade, de modo que os nossos serviços cheguem com excelência até a comunidade, gerando oportunidades e desenvolvimento regional", afirmou.  

O secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum, esteve presente no momento e destacou o trabalho realizado pelo IFTO, bem como a disponibilidade da secretaria em auxiliar no projeto. "O trabalho aqui realizado sai certificado pelo IFTO. E o produto certificado no mercado é reconhecido. Vamos trabalhar juntos com nossos órgãos ambientais. Fico feliz de estarmos aqui auxiliando a resolver problemas, e eu tenho no IFTO uma esperança muito grande de que vocês vão ajudar muito o nosso Estado. O IFTO tem uma característica da simplicidade, da humildade, do contato direto com o povo. Tem uma intimidade maior com o cidadão e isso é muito bom", enfatizou. 

Assinatura do termo

Na segunda feira, 11, a assinatura do termo foi formalizada na Reitoria com a presença do reitor Antonio da Luz, o presidente da empresa NATIRË, Wilson Grison,  a pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Paula Karini e a assessoria de Projetos Tecnológicos, Hellen Souza Luz.