Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Unidade de Porto Nacional comemora aprovação de egressas em cursos de mestrado

Notícias

Unidade de Porto Nacional comemora aprovação de egressas em cursos de mestrado

Conquista

Futuras mestras destacam a importância do IFTO em suas trajetórias acadêmicas
por Greiciane Souza publicado: 28/04/2021 10h48 última modificação: 28/04/2021 10h49

Ao concluir a graduação, enquanto alguns estudantes sonham com uma boa colocação no mercado de trabalho, outros desejam ingressar em um programa de pós-graduação. Duas egressas do IFTO, unidade de Porto Nacional, optaram pela segunda possibilidade e, recentemente, deram mais um passo na carreira acadêmica ao conquistarem vaga em programas de mestrado. Elas contam suas histórias e refletem sobre a importância da instituição em suas trajetórias.

Aproveitamento ao máximo

Em 2016, quando mudou para Porto Nacional, a maranhense Antônia de Paula logo fez o vestibular e ingressou no curso técnico subsequente em Informática, na unidade do IFTO da cidade. No mesmo ano, mais um vestibular e mais uma aprovação, desta vez no curso de Licenciatura em Computação na mesma instituição.

Durante os quase cinco anos em que esteve como estudante da unidade de Porto Nacional, Antônia aproveitou várias das oportunidades oferecidas pelo campus. Ela foi aluna colaboradora, estagiária de Residência Pedagógica e participante do projeto de pesquisa Clube de Robótica. “Tudo que pude fazer dentro do campus fez um diferencial grande na minha vida, em especial as competições de robótica”, afirmou.

Após a colação de grau, no final de 2020, Antônia optou por continuar os estudos. Segundo ela, essa decisão surgiu pela vontade de buscar mais conhecimento e crescimento no campo acadêmico e, também, pelo incentivo dos professores, dos quais ela destaca os docentes Albano Dias, Dêmis Gomes e Kênya Lopes.

Com a dedicação aos seletivos, a aprovação veio no plural. A jovem passou na seleção para dois cursos de mestrado: em Ciência da computação, da Universidade Federal do Ceará (UFC), e em Engenharia de Computação e Sistemas, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA. Para decidir qual cursar, mais uma vez sua vivência no IFTO foi relevante. “A participação no projeto de robótica despertou o desejo de não sair da área da computação, da engenharia e, por isso, escolhi a linha de pesquisa do Mestrado ‘Engenharia de Software e Metodologias’ da UFC”, explicou.

Passagem que ficou marcada

A história de Milena Falcão no IFTO de Porto Nacional é mais antiga e já foi concluída há um bom tempo. Ela foi da primeira turma do técnico integrado em Meio Ambiente e concluiu o curso em 2014. Ingressou em Biologia, na Universidade Federal do Tocantins (UFT), e no final de 2020, ainda no último semestre da graduação, foi aprovada em 4º lugar para o mestrado em Ciências do Ambiente, também da UFT.

Apesar de já estar longe do IFTO há um tempo, Milena relata que sua vivência durante o ensino médio despertou o desejo de seguir estudando. “Sem sombra de dúvidas, o meu objetivo de vida para a minha área acadêmica e profissional, conquistar uma graduação, mestrado, doutorado e afins, partiu do incentivo e da carreira inspiradora de todos os docentes do IFTO”, atestou a mestranda.