Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto de extensão leva novas técnicas ao ensino de Ciências/Biologia na rede pública municipal

Notícias

Projeto de extensão leva novas técnicas ao ensino de Ciências/Biologia na rede pública municipal

Campus Araguatins

por publicado: 01/09/2017 13h21 última modificação: 01/09/2017 13h23

Por Kelinne Oliveira

Potencializar a didática nas aulas de Ciências/Biologia, por meio da utilização de técnicas de baixo custo. Com essa ideia foi elaborado o projeto de extensão voltado à montagem de pequenos artrópodes (Classe Insecta) em lâminas permanentes como apoio pedagógico em aulas de Ciências e Biologia na rede pública de ensino de Araguatins. Dessa forma, com o apoio do material didático construído, o professor será capaz de envolver o aluno em investigações que resultem em um estudo mais detalhado dos insetos presentes em cada lâmina, onde, de posse de informações relevantes, ele poderá envolver o aluno de maneira mais criativa, despertando nele a prática da reflexão, contextualização e conhecimento científico.

A iniciativa é do Campus Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), em parceira com a Diretoria Regional de Ensino (DRE) de Araguatins. O projeto tem como metodologia a oferta de cursos gratuitos de formação continuada a professores da rede básica de ensino. Sendo oferecidas 15 vagas para cada uma das quatro turmas do curso, que é ministrado no laboratório de Biologia do Campus Araguatins, com 8h de duração. A primeira aula do curso foi ministrada na terça-feira, 29.

A professora do Campus Araguatins e coordenadora do projeto, Juliana Barros, explica que a técnica apresentada no curso, é simples e de fácil execução nas escolas, uma vez que ela utiliza materiais alternativos. Juliana destaca, ainda, que a técnica foi estudada e testada pelos alunos da licenciatura em Ciências Biológicas, que são responsáveis por ministrar o curso.

Temos um quadro de professores que atuam há bastante tempo na rede e precisam de formação continuada, então nós abraçamos esse projeto, achamos muito louvável a proposta da professora Juliana e dos acadêmicos. Nós acreditamos, que esse curso possibilitará uma melhoria nas nossas aulas”, declarou a assessora técnica na área de Ciências da Natureza da DRE, Vânia da Silva Ramos.

Como resultado espera-se que projeto seja produtivo no que diz respeito à prática de formação continuada de professores da região, de modo que o ensino de Ciências/Biologia seja tratado não somente como uma disciplina e sim como um processo social de construção e aquisição de conhecimentos aprimorados às novas técnicas didáticas de ensino/aprendizagem, tendo como público-alvo alunos e comunidade, visto que o conhecimento aprofundado de um determinado grupo de insetos patógenos, poderá favorecer o professor na disseminação do seu conhecimento.

Colaboradores do projeto

São colaboradores do projeto os professores: Danilo Henrique Matta, Juliana Barros e os acadêmicos do curso de Ciências Biológicas: Núbia Dias Correia, Gleyciane Torres Fernandes, Dayane Brandão Soares, Cleiton Belizário Neto e Wanderson Felipe Gonçalves.