Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Professores do IFTO disseminam conhecimentos adquiridos na Finlâdia

Notícias

Professores do IFTO disseminam conhecimentos adquiridos na Finlâdia

Professores para o Futuro

As experiências adquiridas no intercâmbio também contribuíram para melhorar as aulas
por Thâmara Filgueiras publicado: 09/11/2016 16h32 última modificação: 06/12/2016 18h32
Arquivo: Marcos Balduíno Professores conheceram os métodos de ensino finlandês que foca na prática

Professores conheceram os métodos de ensino finlandês que foca na prática

Em busca de uma maneira diferente de ensinar, professores de diversos Institutos Federais realizaram intercâmbio na Finlândia, por meio do programa Professores para o Futuro. O programa vem, desde 2014, fomentando essa troca de experiência com o intuito de aprimorar o processo de ensino-aprendizagem voltado para atender às demandas do mundo do trabalho.

Três professores do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) participaram do programa, e, atualmente, compartilham as experiências adquiridas naquele país com outros profissionais da Educação. “Participar da primeira edição do Professores para o Futuro foi a confirmação de um despertar que importantes detalhes do nosso ensino devem mudar. Atualmente o que mais busco em sala de aula é colocar o aluno como protagonista de sua própria busca nos estudos. Para mim, o que ficou muito marcado foi o chamado learning by doing, ou seja, o aprender fazendo”, afirmou a professora Jaimile Cunha.

O professor Marcos Balduíno participou da edição de 2015 do programa, e disse que experiência foi extremamente enriquecedora. “Tanto do ponto de vista profissional, pois a Finlândia é um modelo mundial em educação, quanto pessoal, pois o convívio diário com pessoas culturalmente diferentes proporciona uma reflexão mais aprofundada sobre os nossos atos e pensamentos”, completou.

Para ele, o intercâmbio contribuiu para uma mudança no modo de ministrar aulas, na orientação dos colegas, no uso de ferramentas eletrônicas para um trabalho colaborativo e na proposição de novos ambientes para uso pelos estudantes. Os dois professores elaboraram em conjunto um projeto de extensão que visa multiplicar os saberes adquiridas a partir do intercâmbio na Finlândia com professores de duas escolas municipais.

A professora Erna Denzin participou da edição deste ano do Professores para o Futuro, e disse que a experiência possibilitou a ela ser uma professora melhor. “Esse período na Finlândia veio me mostrar que, em termos de práticas pedagógicas, eu estou no caminho certo. Ainda me possibilitou conhecer várias ferramentas tecnológicas que podem ser utilizadas em sala de aula, buscando tornar o aprendizado mais efetivo, e já tenho utilizado algumas em minhas aulas desde que voltei”, afirmou a professora, e acrescentou: “além do meu ganho profissional, ganham meus alunos que, com certeza, terão maiores, melhores e mais divertidas oportunidades de aprendizado”.

Juntamente com professores de outros IFs, Erna realiza um projeto que visa compartilhar a metodologia de Aprendizagem Baseada em Projeto/Problema (na sigla em inglês PBL, de Project/Problem Basead Learning) para professores da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, incluindo o IFTO, e estudantes de cursos de licenciatura.