Você está aqui: Página Inicial > Notícias > ProfEPT divulga bibliografia para turmas de 2019

Notícias

ProfEPT divulga bibliografia para turmas de 2019

Conteúdo

Também serão abertas vagas para recompor quadro de doutores no mestrado do IFTO
por Mayana Matos publicado: 03/10/2018 00h00 última modificação: 03/10/2018 12h27

A coordenação do processo seletivo do ProfEPT divulgou na segunda, 1º, a bibliografia para o processo de seleção do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica. O edital para oferta de novas turmas está previsto para a segunda semana de dezembro de 2018.

Vagas para doutores no ProfEPT do IFTO

Será lançado na próxima semana, edital com 3 vagas para professores doutores lotados no IFTO, dedicação exclusiva, para recompor o quadro de docentes do mestrado ProfEPT no âmbito do Instituto Federal do Tocantins (IFTO). 

São requisitos gerais para concorrer às vagas: ser credenciados como professores; docentes efetivos da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, com atuação em regime de trabalho dedicação exclusiva; portadores do título de doutor em programa reconhecido pela CAPES, que apresentem produção científica intelectual nos últimos quatro anos (mais a fração do ano corrente), compatível com o especificado nos critérios da Comissão da Área de Ensino da Capes. 

O candidato à docente, permanente deste mestrado, deverá apresentar no mínimo um artigo publicado em periódico qualificado na área de ensino, nos últimos quatro anos (mais a fração do ano corrente, se for o caso) e deverá ter concluída ao menos uma orientação, em qualquer nível de ensino, devidamente registrada em seu currículo. O docente deverá também ter a anuência do diretor de seu campus , autorizando-o a dedicar 15 horas semanais ao mestrado.

Outros detalhes específicos serão publicados no edital, na próxima semana. 

Abaixo, segue a bibliografia para novas turmas: 

Bibliografia

1. BERNSTEIN, Basil. A pedagogização do conhecimento: estudos sobre recontextualização. Cadernos de Pesquisa, n. 120, p. 75–110, nov. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742003000300005&lng=pt&tlng=pt>.

2. BORGES, Liliam Faria Porto. Educação, escola e humanização em Marx, Engels e Lukács. Revista Educação em Questão, v. 55, n. 45, p. 101-126, 2017. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/12747>.

3. CIAVATTA, Maria. Ensino Integrado, a Politecnia e a Educação Omnilateral: por que lutamos? Revista Trabalho & Educação, v. 23, n. 1, p. 187–205, 2014. Disponível em: <https://seer.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/7693/5935>.

4. FRIGOTTO, Gaudêncio. A interdisciplinaridade como necessidade e como problema nas Ciências Sociais. Ideação, v. 10, n. 1, p. 41–62, 2008. Disponível em: <http://e-revista.unioeste.br/index.php/ideacao/article/view/4143>.

5. LEITE, Priscila de Souza Chisté. Materialismo Histórico-Dialético e suas relações com a pesquisa participante: contribuições para pesquisas em Mestrados Profissionais. Revista Anhanguera, v. 18, n. 1, p. 52–73, 2018. Disponível em: <http://pos.anhanguera.edu.br/wp-content/uploads/2017/03/revista-anhanguera-pesquisa-quali-2018.pdf>.

6. MANACORDA, Mario Alighiero. Marx e a a pedagogia moderna. Campinas, SP: Editora Alínea, 2007.

7. MOURA, Dante Henrique. Ensino médio integrado: subsunção aos interesses do capital ou travessia para a formação humana integral? Educação Pesquisa, v. 39, n. 3, p. 705–720, 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v39n3/10.pdf>.

8. RAMOS, Marise Nogueira. História e política da educação profissional. Curitiba, PR: Instituto Federal do Paraná, 2014. Disponível em: <http://curitiba.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2016/05/História-e-política-da-educação-profissional.pdf>.

9. SILVA, Gildemarks Costa e. Tecnologia, educação e tecnocentrismo: as contribuições de Álvaro Vieira Pinto. Rev. bras. Estud. pedagog., v. 94, n. 238, p. 839–857, 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbeped/v94n238/a10v94n238.pdf>.

10. ZANETTE, Marcos Suel. Pesquisa qualitativa no contexto da Educação no Brasil. Educar em Revista, n. 65, p. 149–166, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/er/n65/0104-4060-er-65-00149.pdf>.

 

Com informações do Portal ProfEPT