Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Inscrições abertas para o exame Celu de proficiência em língua espanhola

Notícias

Inscrições abertas para o exame Celu de proficiência em língua espanhola

Campus Paraíso do Tocantins

A unidade é a única instituição do Estado credenciada para a aplicação do exame.
por publicado: 16/10/2017 09h00 última modificação: 27/10/2017 10h09
Colaboradores: Lúcia Gomes

O Campus Paraíso do Tocantins do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) realizará no dia 10 de novembro, pela segunda vez este ano, a aplicação das provas do Celu, exame de proficiência em língua espanhola aceito por diversos programas de mestrado e doutorado do Brasil e do exterior. 

As inscrições estão abertas até o dia 30 de outubro e só podem ser feitas pela internet, por meio do site www.celu.edu.ar. O valor da inscrição é R$ 160,00. Os candidatos devem ficar atentos porque além do pagamento da taxa, a inscrição só é finalizada com a confirmação do posto aplicador, enviada por e-mail, sem a qual o candidato não ficará inscrito. 

Atualmente, o Brasil possui apenas 16 centros aplicadores das provas do Celu, o Campus Paraíso do Tocantins do IFTO é a única instituição do Estado credenciada para a aplicação do exame. A prova é ministrada por representantes do Ministério das Relações Exteriores da Argentina. 

No Tocantins, a Coordenadora Geral do programa de certificação é a professora Paula Jucá de Sousa. Os interessados em saber mais informações sobre a aplicação da prova no Estado podem entrar em contato diretamente com ela, pelos telefones: (63) 3361-0300, 63 99935-0055, ou pelo e-mail proficienciacelu.to@gmail.com. 

Saiba Mais 

O Celu (Certificado de Español: Lengua y Uso) é um exame de Espanhol que tem como objetivo avaliar o desempenho de falantes não-nativos em língua espanhola. É um certificado internacional que existe desde junho de 2004 e possui o aval do Ministério de Educação, Ciência e Tecnologia da República Argentina, em uma resolução conjunta com o Ministério das Relações Exteriores do país. Além disso, é reconhecido, conjuntamente com o Certificado Brasileiro de Português como Língua Estrangeira (CELPE-Bras), pelos ministérios da Educação do Brasil e da Argentina.