Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Evento discutirá lutas, conquistas e resistências dos indígenas brasileiros

Notícias

Evento discutirá lutas, conquistas e resistências dos indígenas brasileiros

Abril indígena

Programação ocorrerá nos dias 17, 19 e 28 de abril
por Kelinne Guimarães publicado: 16/04/2021 11h07 última modificação: 16/04/2021 11h12

Com objetivo de estimular a reflexão e o diálogo em torno da diversidade étnico-racial, da luta dos povos indígenas e da defesa de uma sociedade mais plural, unidade Araguatins do IFTO, por meio do Núcleo de estudos afro-brasileiros e indígenas (Neabi), promoverá nos dias 17, 19 e 28, o evento Abril indígena, como o tema: "Indígenas do Brasil: lutas, conquistas e resistências.

No dia 17, sábado, ocorrerá a Ciranda indígena: Vozes de um povo, a partir das 10h, durante o programa IFTO em Foco, na rádio Sucesso FM, com a participação especial dos indígenas Renato Yahe Kraho e Adriano Dias karajá. A mediação da atividade ficará sobre a responsabilidade dos professores do IFTO campus Araguatins: Paulo Hernandes Gonçalves da Silva e Marianna Ribeiro.

Já no dia 19 será promovida uma mesa redonda transmitida pelo canal do youtube da diretoria de desenvolvimento educacional da unidade Araguatins, 17h30 às 19h, tendo como mediador o professor Paulo Hernandes Gonçalves. Na ocasião, serão ministradas as palestras: "A Amazônia Pré-Colonial e os povos nativos" pelo professor Rodrigo Zottis, que é Administrador da Página GeoPizza do Instagram e Podcast; e “Pós-colonialismo no Brasil: interlocuções pelo respeito às vozes indígenas” conduzida pelos professores: Francisco Edviges Albuquerque da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e do Laborátório de Línguas Indígenas (LALI) e Núcleo de Estudo e Pesquisa com Povos Indígenas/NEPPI UFT Campus Araguaína e Júlio Kamêr Ribeiro Apinajé da Escola Indígena Tekator na Aldeia Mariazinha.

Dando continuidade a programação virtual do Abril Indígena, dia 28 será ministrada a palestra: “Demarcação de terras indígenas e a pandemia” pelos indígenas Sônia Guajajara e Júlio Kamer Ribeiro Apinajé, das 19h às 20h30, com a mediação do professor Pedro Franz. 

Conforme a coordenadora do Abril indígena, professora Cristina Fonseca, o evento visa contemplar amplamente à comunidade interna do IFTO, bem como a população da região norte do Tocantins. Para ela, o Abril indígena é uma oportunidade de exercício do respeito às diversidades culturais e a luta, em especial dos povos indígenas.