Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes cultivam saberes e alimentos em horta orgânica

Notícias

Estudantes cultivam saberes e alimentos em horta orgânica

Primeira colheita

A experiência possibilita atividades interdisciplinares no Campus Avançado Formoso do Araguaia
por Thâmara Filgueiras publicado: 30/05/2017 10h46 última modificação: 06/07/2017 16h34

Seguindo a ideia de aprender fazendo, os estudantes do curso técnico em Agricultura do Campus Avançado Formoso do Araguaia colhereram as primeiras abóboras da horta que eles, juntamente com os professores e colaboradores da unidade, cultivam na unidade. Enquanto eles estudam sobre a importância econômica, social e nutricional dos produtos cultivados, também aprendem sobre cultivo protegido, orgânico e sustentável.

Além de cultivar alimentos, a horta propicia a produção de saberes múltiplos. É que ali os estudantes têm a oportunidade de aprender conteúdos de várias disciplinas que compõem todo o processo de cultivo da horta. O professor Rodrigo José, que ministra a disciplina de Olericultura, disse que a atividade prática trabalha, de forma interdisciplinar, componentes curriculares de outras duas disciplinas: Formação, classificação e preparo dos solos e Irrigação e drenagem.

“Quando realizamos atividades práticas, como as que fizemos aqui, desde o preparo do solo até a colheita de hoje, estamos alcançado diversos conteúdos curriculares, e a comunicação entre as disciplinas amplia as competências e as habilidades de nossos estudantes”, afirmou o professor. 

Carla Elisa, que coordena o curso, explicou que as ações ainda envolvem o eixo de Manejo e Viveiricultura e estão embasadas nas recomendações do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), do Ministério da Educação (MEC). “Buscamos trabalhar com temas geradores em nossa matriz curricular, para envolver várias disciplinas e componentes que tenham conteúdos afins, e, com isso, alcançar uma formação técnica comprometida com a realidade dos estudantes”, comentou.

O diretor da unidade, Dêmis Carlos, explicou que as abóboras e demais produtos colhidos na horta do campus são doados à Fundação Educacional de Formoso do Araguaia (Fucef), para a preparação da merenda escolar da instituição, que atende mais de 300 crianças.  A fundação é parceira do IFTO na cessão de espaços onde, atualmente, funciona o Campus Avançado Formoso do Araguaia.