Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes constroem sistema de eletrocalhas a partir de materiais recicláveis

Notícias

Estudantes constroem sistema de eletrocalhas a partir de materiais recicláveis

Eletrotécnica

Criatividade em prática
por Eliane Vieira publicado: 17/10/2018 16h33 última modificação: 17/10/2018 17h30

Correntes de motocicleta descartadas, chapas metálicas usadas e nobreaks queimados. Para muitas pessoas esses materiais teriam como destino o lixo, mas nas mãos de um grupo de nove estudantes do 4º módulo do curso técnico de Eletrotécnica do Campus Palmas, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), esses materiais deram origem a um sistema de eletrocalhas. 

O trabalho foi executado pelos estudantes no Laboratório de Práticas Autônomas da Área de Indústria do campus, um espaço para os estudantes exercerem sua criatividade. A atividade foi desenvolvida na disciplina Projeto Integrador, sob a orientação do professor Valcir Victor, e contou ainda com a supervisão do professor Marcos Balduino. Durante a realização do trabalho os estudantes desenvolveram o projeto, realizaram a coleta de peças recicláveis e executaram a construção e a instalação das eletrocalhas, que é atualmente a tecnologia mais segura e prática de distribuição de fios e cabos. Para adquirir algumas peças utilizadas no trabalho a turma contou com recurso do projeto de extensão "Acudir e Desenvolver - Resgate de Nobreaks", que envolveu a recuperação e venda de peças sucateadas. 

Segundo o professor Valcir Victor durante a realização do trabalho os estudantes tiveram a oportunidade de integrar os conhecimentos das diversas disciplinas que tiveram durante o curso. O professor destaca ainda que o sistema ficará integrado à estrutura da unidade. “Este trabalho realizado pela turma trará benefício para o Campus Palmas, pois continuará incorporada como infraestrutura do laboratório”, frisa Valcir.

O professor Marcos Balduíno, que assumiu o papel de “cliente” na execução do trabalho dos estudantes, reforça a importância da atividade. “Na concepção de um projeto como este os estudantes colocam em prática não apenas a técnica, mas o pensar no ambiente e nas pessoas que utilizarão aquele local. Esta oportunidade dá aos nossos estudantes um preparo inigualável”, explica o professor, que reitera a contribuição do projeto para o campus. “Os estudantes sempre marcam a instituição por onde passam. Alguns deixam marcas nas paredes, nas carteiras. São marcas que não são bem vindas. Outros, como esses estudantes do curso de Eletrotécnica, deixam marcas concretas, marcas que trazem orgulho”. 

Prática que orgulha

O trabalho realizado pelo grupo é motivo de muito orgulho, como conta o egresso Adelvan Martins Rocha. “Tirar o projeto do papel e colocar em prática, executar, foi muito gratificante e é um orgulho. Nosso trabalho durou cerca de um mês, foram vários finais de semana dedicados a este projeto. Um orgulho para nós que vemos que realmente ficou muito bom o nosso trabalho”, ressalta ele. Quem também falou sobre a experiência foi egresso Thiago Willer Souza. “Foi uma experiência de grande valor para nossa formação, pois foi uma situação real do mercado de trabalho. Tivemos que buscar soluções, resolver problemas. Concluir nosso curso com essa experiência realmente prática foi muito enriquecedor”, contou.

Os estudantes Ailton Rodrigues Arrais, Dimideglason Diniz Nunes, Eduardo Jackson Coelho Cavalcanti, Glauco Igor Ferreira Rocha dos Santos, Pedro Brasil Cruz, Rafhael Martins Sales Ribeiro, Sandivaldo Vila Nova da Silva também participaram do trabalho.

Arte no teto

O trabalho realizado pelos estudantes no laboratório terá um novo desdobramento, já que o teto do laboratório que foi liberado após a instalação do sistema deve receber em breve um trabalho artístico. “Nossa ideia é transformar esse teto em uma grande tela. Já estamos analisando algumas possibilidades e em breve estaremos inaugurando”, conta o professor Balduino.

Eletrocalhas

As eletrocalhas são calhas, bandejas metálicas, pelas quais se passam fios ou cabos de eletricidade, dados (internet), voz e imagem. Atualmente esta tecnologia é a mais segura e prática em distribuição de fios e cabos e têm entre suas funções a organização, sustentação e encaminhamento de condutores. O método organiza os fios e cabos de forma profissional, evitando confusão e a mistura dos circuitos de rede elétrica e de dados. A utilização de eletrocalhas facilita a manutenção, reparo e a inspeção em circuitos, dispensando muitas vezes a necessidade de reformas.