Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Minha vida no IFTO: estudantes relatam como a educação está transformando suas vidas

Notícias

Minha vida no IFTO: estudantes relatam como a educação está transformando suas vidas

Dia do Estudante

Por meio de diversas ações, a Instituição promove permanência e êxito dos discentes
por publicado: 11/08/2021 14h45 última modificação: 11/08/2021 15h14

Por Mayana Matos, Lúcia Gomes, Kelinne Guimarães e Greiciane Souza

Nesta quarta-feira, 11 de agosto, é celebrado o Dia do Estudante. O Instituto Federal do Tocantins (IFTO), no caminho de consolidação dos seus serviços prestados à comunidade, tem como marca o grande empenho em oferecer as melhores condições para que os seus estudantes tenham êxito em suas jornadas acadêmicas e garantias de permanência na Instituição. Neste sentido, há várias ações concretizadas que fazem diferença na vida dos discentes. 

São muitos os relatos de estudantes que foram contemplados com ações de apoio, auxílio estudantil, permanência e êxito. Elson Neves, estudante de Engenharia Agronômica e egresso técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio, da unidade de Araguatins, compartilhou sobre quão importantes foram estas ações na sua rotina escolar. Ele conta que sempre teve muitas dificuldades financeiras e, por residir na zona rural, não esperava ser aprovado no vestibular. Estudava em Maurilândia-TO, é de origem de família humilde e, se mudar para Araguatins, para estudar, tendo que pagar aluguel, alimentação e outras despesas, foi a primeira barreira a enfrentar. "Difícil mesmo era saber como me manter longe de casa, local onde não conhecia, até então, ninguém, com poucos recursos financeiros, nunca tendo morado sozinho. Era o primeiro dos irmãos a sair de casa para estudar, na família toda, contando primos e tios, apenas um tio e uma tia com ensino superior, e duas primas no mesmo caminho. E, mesmo em um ambiente desconhecido, os gastos cotidianos eram uma preocupação imensa, até porque precisaria alimentar-me, ter um ambiente para dormir, além, claro, pegar transporte para o campus. Apesar do ensino ser gratuito, os gastos para sair de casa eram muitos e, quando se é pobre, a prioridade não é lazer, estudar, ou praticar algo, a prioridade é ter alimento na mesa", relembrou. 

Elson ressalta que, descobrir que ele tinha direito a usufruir dos benefícios da assistência estudantil no IFTO, foi a grande esperança de mudar sua realidade e não desistir de seguir em frente. "Chegando ali como um forasteiro e, no processo de ir olhar a documentação exigida para realizar matrícula, descobrimos que a instituição tinha a residência estudantil interna, oferecendo alimentação, moradia,  entre outras demais, como internet e auxílios para os aluno. Foi de cara, a oportunidade perfeita para ingressar na instituição. Ao entrar na instituição, o campus, como sempre, muito acolhedor, tive o privilégio de conhecer segmentos da assistência estudantil, que vem contribuindo com minha permanência no IFTO, desde 2016", disse. 

O estudante analisa sua trajetória e vibra, cheio de orgulho, por abraçar cada oportunidade e apoio que lhe foram dados pelo IFTO. "Nesse momento, me passa um filme extraordinário na mente. Aquele aluno, cheio de problemas de saúde, financeiros, e hoje está com 50% do Curso Superior concluído, em uma das profissões mais incríveis do mundo, produzir alimentos, em uma instituição referência de ensino, onde também, esse mesmo jovem, concluiu o ensino médio, simultaneamente com um curso técnico. A gente quando vem de baixo, agarra todas as oportunidades que aparecem, independente da dificuldade", declarou. 

Para Delma Pereira da Silva Bernardi, egressa do curso de Tecnologia em Alimentos, na unidade de Paraíso do Tocantins, a permanência e conclusão do tão sonhado ensino superior também passavam por uma questão que ia além do seu esforço e dedicação aos estudos, o cuidado da filha Sofia, que na época em que ela ingressou no curso tinha apenas 4 anos de idade. “Quando eu passei no processo seletivo, eu tinha a preocupação de onde eu deixaria minha filha, pois eu não tinha uma pessoa de confiança para ficar com ela enquanto eu estivesse estudando. No dia que fiz minha matrícula foi que fiquei sabendo que a instituição tinha um local de acolhimento para os filhos de estudantes e servidores”, contou.

O local a que Delma se refere é o Espaço Kids, presente hoje em 5 unidades do IFTO e que foi idealizado com o objetivo de evitar a evasão e o baixo rendimento de estudantes com filhos pequenos. “Isso para mim foi algo muito importante. Eu tive a oportunidade de me qualificar com um pouco mais tranquilidade em relação aos cuidados com  minha filha”, completou.

Delma concluiu o curso de Alimentos no primeiro semestre de 2021 e já começou o mestrado em agosto deste ano. Ela foi aprovada na seleção para aluno regular no Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA) da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Segundo a agora mestranda, os projetos de iniciação científica, as vivências em atividades práticas, as visitas técnicas proporcionadas durante a graduação, juntamente com as experiências compartilhadas pelos professores da unidade foram fundamentais para que ela desejasse continuar sua carreira acadêmica.

No IFTO tem…

Alimentação

A universalização da alimentação para estudantes da Educação Básica é uma das premissas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), desenvolvido no IFTO com a distribuição gratuita de alimentos. A iniciativa objetiva a inclusão da Educação Alimentar e Nutricional no processo de ensino e aprendizagem, com promoção das práticas alimentares saudáveis, mesmo em período de pandemia. Centenas de cestas básicas foram ofertadas aos estudantes em situação de vulnerabilidade social em virtude da pandemia

Bolsa Permanência

O Programa de Bolsa Permanência (PBP) é uma ação de concessão de auxílio financeiro a estudantes indígenas e quilombolas matriculados no ensino superior, com o objetivo de minimizar as desigualdades regionais e democratizar o acesso à graduação. O recurso é pago diretamente ao estudante de graduação por meio de um cartão de benefício. 

Inclusão e diversidade

O IFTO busca desenvolver um trabalho de colaboração para o aperfeiçoamento dos processos educativos, especialmente dos grupos sociais historicamente excluídos da educação, como os negros, pardos, indígenas e pessoas com deficiência, de modo a promover a ampliação de práticas pedagógicas que valorizem a diversidade e as diferenças na sala de aula. Possui setores como Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne), Núcleo de Atendimento e Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) e Núcleo de Atendimento aos Direitos Humanos e à Igualdade de Gênero (Nadhig). 

Alunos Conectados

Centenas de chips, com acesso à internet, foram destinados aos estudantes que apresentaram dificuldades de conexão no contexto de ensino remoto implantado de forma emergencial após o início da pandemia e inviabilidade da continuação do ensino presencial. O objetivo é fornecer pacote de dados para estudantes que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconômica, para que consigam desenvolver suas atividades acadêmicas fora da instituição de ensino. 

Auxílio Financeiro

O Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) possibilita a concessão dos auxílios financeiros com a finalidade de proporcionar e/ou ampliar condições de permanência dos estudantes regularmente matriculados e frequentes em cursos do IFTO e que se encontram em situação de vulnerabilidade social e/ou econômica. Em virtude da pandemia houve o incremento de recursos nos auxílios de alimentação estudantil.

Além do ensino

O IFTO promove inúmeros projetos de pesquisa e extensão que priorizam a participação dos estudantes como bolsistas, pesquisadores, em ações de estágio, monitoria, esporte, cultura, intercâmbio e outros. Na Assistência Estudantil há ainda, à disposição, em algumas unidades, atendimento médico, atendimento emergencial, alojamento e, na maioria delas, serviços de psicologia, assistência ao aluno, enfermagem, assistência social, intérpretes de Libras e apoio pedagógico. 

#Curta #Comente e #Compartilhe

Nesta semana, em que é celebrada a data, os estudantes, de diversas unidades, compartilham, nas redes sociais, suas histórias e o sentimento de pertencimento ao IFTO. São fotos, relatos, vídeo! Confira o perfil oficial de cada unidade no Instagram e Facebook e veja como pode ser transformadora a vida de estudante.