Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Campus Avançado Formoso do Araguaia promove ações de combate ao uso de drogas

Notícias

Campus Avançado Formoso do Araguaia promove ações de combate ao uso de drogas

Data comemorativa

Diversas atividades envolveram a comunidade interna e externa
por Mayana Matos publicado: 23/02/2017 10h00 última modificação: 23/02/2017 10h06

Em alusão ao Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo, os estudantes, técnicos administrativos e professores do Campus Avançado Formoso do Araguaia, do Instituto Federal do Tocantins  (IFTO), promoveram atividades, ao longo da semana, referentes a estudos de conteúdos interdisciplinares da disciplina Cidadania.

Foram realizadas apresentações teatrais sobre o perigo das drogas, confecção de mural com alertas sobre a dependência química, rodas de conversas e debates nas salas de aulas. Além disso, como atividade de extensão, foi realizada uma visita à Casa de Recuperação Maanain, na cidade de Gurupi – TO. Na ocasião, a policial militar Shirley Albino, coordenadora da instituição, enfatizou que a casa de recuperação é um espaço de “socialização, pois muitos chegam sem vida e sem amor próprio, e que as visitas são bem-vindas para fortalecerem o convívio com o carinho, para que os assistidos, recuperados do vício, saiam com vontade de viver e realizar seus sonhos”, afirmou.

O Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo é celebrado em 20 de fevereiro. A professora Márcia Custódio, coordenadora da atividade no campus, explicou sobre a alusão ao dia. “É uma data da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a sensibilização sobre a dependência de drogas e o alcoolismo, um problema que preocupa nações no mundo inteiro e não é diferente em nosso país”, comentou.

O pedagogo e gerente de Ensino do campus, Márlon Brito, destacou que o evento faz parte do calendário escolar da unidade, e que todos se esforçam para envolver a comunidade, interna e externa, nas datas comemorativas. “Quando observamos os objetivos dos Institutos Federais, lembramos que nossa missão vai além de ministrar educação profissional técnica de nível médio, pois trabalhamos com pessoas, jovens e adultos, que convivem, direta ou indiretamente, com o problema das drogas e do alcoolismo”, disse.

O estudante Romagno Araújo, que iniciou seus estudos no curso técnico em Agricultura ainda neste semestre, participou de toda a programação e se empolgou com as atividades promovidas. “Já passei por dificuldades na vida. A experiência me fez conhecer outras pessoas com dificuldades com drogas, e entendi que eles podem conseguir se libertar dos vícios e voltarem a estudar, trabalhar e serem felizes”, afirmou o estudante.