Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Campus Araguatins promove atividades em apoio à Campanha Outubro Rosa

Notícias

Campus Araguatins promove atividades em apoio à Campanha Outubro Rosa

Outubro Rosa

Programação discutiu prevenção, fatores de riscos, autoexame e tratamento do câncer de mama
por Kelinne Guimarães publicado: 17/10/2018 16h01 última modificação: 17/10/2018 16h07

Atentos à importância de contribuir para prevenção do câncer de mama,o Campus Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), promoveu nesta quarta-feira, 17, ações em apoio à Campanha Outubro Rosa. As atividades tiveram início no período da manhã, no qual os servidores foram recepcionados com um café da manhã e tiveram a oportunidade de aferir pressão e fazer testes rápidos.

Já o turno da tarde foi reservado para um roda de conversa sobre o câncer de mama, que reuniu profissionais de saúde, servidores e terceirizados. Na oportunidade, o professor  de educação física, Ronano Pereira Oliveira, iniciou as discussões, destacando a importância da atividade física para prevenção de todos os tipos de câncer. Em seguida os enfermeiros do Campus Araguatins, Romário Borges e Polyanne Barbosa e a técnica em enfermagem, Ecineide Pereira apresentaram os fatores de riscos relacionados ao desenvolvimento do câncer de mama, como: falta de atividade física, tabagismo, má alimentação, peso corporal acima do indicado, hábitos sexuais, inadequados, fatores ocupacionais, bebidas alcoólicas, exposição solar, radiações e medicamentos. Além disso, foram repassadas instruções sobre como realizar o autoexame e informações sobre o exame clínico da mama, prevenção e diagnóstico do câncer de mama.

Câncer de Mama

É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. O câncer de mama responde, atualmente, por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico. Para o ano de 2018, foram estimados 59.700 novos casos de câncer de mama no Brasil. ( fonte: Ministério da Saúde)