Você está aqui: Página Inicial > Notícias > “Professores precisam ser os adultos na relação pedagógica”, diz Cipriano Luckesi em encontro com educadores na unidade

Notícias

“Professores precisam ser os adultos na relação pedagógica”, diz Cipriano Luckesi em encontro com educadores na unidade

Campus Paraíso do Tocantins

Cerca de cem educadores de diferentes cidades tocantinenses participaram do encontro
por publicado: 25/08/2017 10h40 última modificação: 25/08/2017 10h49
Colaboradores: Lúcia Gomes

O Campus Paraíso do Tocantins do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) recebeu na última quarta-feira, 23, o renomado autor da área de Educação, Cipriano Carlos Luckesi. Cerca de cem educadores de diferentes cidades tocantinenses participaram do encontro, no qual Luckesi abordou questões importantes sobre avaliação da aprendizagem escolar. 

Durante sua fala, ele destacou a importância do uso diagnóstico da avaliação. Segundo o especialista, professor não deve utilizar-se de métodos avaliativos como forma de punição ou de julgamento do aluno, mas eles devem servir para a inclusão. O processo ensino-aprendizagem só poderá ser considerado de qualidade se o aluno consegue apreender aquilo que o professor deseja e, muitas vezes, as avaliações funcionam com uma espécie de vingança do docente para mostrar ao aluno que ele não está aprendendo. 

Para Cipriano Luckesi os professores devem ser instrumentos amorosos nesse processo. “Professores precisam ser os adultos na relação pedagógica. O adulto é aquele que administra a relação, sem ameaçar. Todos precisam entender que a avaliação é uma parceira do docente e não a carrasca do aluno”, ponderou o autor em um dos momentos. 

O encontro proporcionou aos participantes a troca de experiências com aquele que é considerado uma das mais importantes referências do país quando o assunto é avaliação da aprendizagem escolar. Luckesi passou o dia relatando suas experiências. De forma simples e descontraída, conquistou a plateia sem utilizar nenhum tipo de recurso audiovisual. 

A pedagoga Marilene Dantas Sepulvida veio de Porto Nacional e disse ter se surpreendido de forma positiva com a fala do autor. “Muitas vezes a gente se frustra quando conhece pessoalmente o autor de obras que conhecemos bastante, ou por ter muitas expectativas em relação aquele que escreve ou porque não conseguimos relacionar a pessoa com o que ela escreve. Mas com o Luckesi eu consegui ter essa conexão e foi muito importante eu ter tido essa oportunidade de estar aqui hoje”, revelou. 

O professor Gerso Alexandre, do Campus Paraíso do Tocantins, lembrou que alguns cursos de licenciatura não possuem uma disciplina específica de avaliação, por isso foi bastante válida a presença de Luckesi nesse encontro. “Nossa função de ensinar envolve a avaliação e participar de momentos como esse nos levar a uma reflexão sobre a forma que utilizamos para medir como nossos alunos estão aprendendo”. 

Mas o encontro também contou com a participação de futuros professores, estudantes de diferentes licenciaturas compareceram ao auditório do Campus Paraíso do Tocantins para ouvir o autor. A estudante de licenciatura em Matemática Wendys Mendes disse que já leu muitas obras de Luckesi e ouvi-lo falar pessoalmente, foi enriquecedor e agregou muito para sua formação. 

O encontro com Cipriano Luckesi faz parte das ações de formação continuada promovidas durante todo o ano pela Coordenação Técnico-Pedagógica (Cotepe) do Campus Paraíso do Tocantins e visa atender a uma previsão da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, segundo a qual os sistemas de ensino devem promover a valorização e o aperfeiçoamento profissional continuado.