Você está aqui: Página Inicial > IFTO > Reitoria > Pró-reitorias > Extensão > Projetos de Extensão > Por Área Temática > Tecnologia e Produção > Estabelecimento e Divulgação de Orientações Técnicas para o Controle de Moscas Frugívoras na Microrregião de Pedro Afonso, Tocantins-Brasil

Estabelecimento e Divulgação de Orientações Técnicas para o Controle de Moscas Frugívoras na Microrregião de Pedro Afonso, Tocantins-Brasil

por Diretoria de Comunicação - Vivian Facundes publicado 05/09/2019 10h27, última modificação 05/09/2019 17h50
Coordenado por Murilo Vargas da Silveira Campus Araguatins do IFTO.

Resumo

As moscas-das-frutas causam danos diretos e indiretos para fruticultura; direto, pois suas larvas alimentam-se da polpa dos frutos e podem levar à queda precoce de frutos; indireto, pois através das puncturas de oviposição podem penetrar microrganismos patogênicos ou decompositores, causando depreciação dos frutos. Além disso, algumas espécies também são o principal entrave para as exportações de frutas frescas, por se tratarem de pragas quarentenárias. O presente projeto tem como objetivo realizar levantamento de abundância e diversidade de moscas frugívoras na microrregião de Pedro Afonso, Tocantins, e traçar e divulgar estratégias de controle desta praga na região. Para isso, serão coletados frutos e instaladas armadilhas em pomares da região. Os frutos serão levados para o laboratório, onde serão quantificados, pesados e mantidos sob condições controladas até a obtenção dos espécimes de moscas no estágio adulto. As armadilhas serão do tipo McPhail e Jackson, vistoriadas e coletados os espécimes retidos semanalmente. Os espécimes coletados serão identificados e com base nisso calculado os índices de diversidade e abundância, embasando o estabelecimento de estratégias de controle. As recomendações de estratégias de controle estabelecidas serão divulgadas por meio de cartilhas aos produtores e palestra para a comunidade. Será ofertado um minicurso sobre instalação e manejo de armadilhas para coletas de moscas frugívoras. Paralelamente, será realizado o monitoramento da presença da mosca da carambola, praga quarentenária, no território estudado.

Público Alvo

professores, técnicos administrativos, empresa terceirizada e alunos do nível médio ao superior e também é aberta a comunidade externa.

Período de realização

5/6/2019 a 5/1/2019.